Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Violência no Brasil
A violência, é um problema mundial que também ocorre no Brasil. O Mapa da Violência, 2008 editado pelo Governo revelou que houve um crescimento de 20% dos índices de violência entre 1996 e 2006 em relação à década anterior no Brasil.
As pesquisas abrangeram 49.321 pessoas, incluindo a relação entre o uso abuso de álcool e drogas e a violência.
Considerando o gênero, os homens foram os que realizaram mais atos agressivos De modo geral, eles cometeram mais agressões aos cônjuges, filhos e infrações ao trânsito. Esses comportamentos relacionaram-se diretamente ao uso e abuso do álcool.
O tipo de vitimização entre homens e mulheres consumidores da substância apareceu como diferenciado. As mulheres foram mais atacadas por conhecidos, cônjuges e clientes do comércio do sexo; enquanto os homens foram mais prováveis de experimentarem violência de estranhos e da polícia. O padrão de consumo dos jovens foi, principalmente, do uso intenso aos finais de semana. O uso do álcool e drogas,incentivaram : riscos sexuais, brigas, omissão do uso do cinto de segurança, comportamentos desafiantes, agressões em relacionamentos íntimos e não íntimos
Na questão dos relacionamentos íntimos e não íntimos o uso e abuso de substâncias para os jovens predisse a agressão física para os homens e a maconha associada ao cigarro para as mulheres, bem como qualquer tipo de substâncias predisse a agressão relacional (psicológica e danos em geral). O que nos permite levantar a hipótese de que o consumo freqüente e intenso por um ano começa a gerar modificações nos comportamentos dos jovens no sentido da agressividade. Esse aspecto pode ser um alerta a pais e educadores na medida em que possam observar um incremento de atitudes agressivas em jovens.

Além do uso e abuso de substâncias ter ocorrido mais aos finais de semana, foi nesse período que houve uma maior incidência de assaltos, principalmente para as pessoas que saíram para bares noturnos a fim do consumo de álcool . Assim, o uso e abuso de álcool e drogas colocou as pessoas tanto em papel de agressores como de vítima das agressões, em especial, aos finais de semana.
As e-incidências em infrações de trânsito se relacionaram ao uso e abuso de álcool. Assim, essa substância associou-se à violência no trânsito, colocando em questão o possível risco a uma série de outros motoristas que possam ser vítimas desses motoristas em abuso de álcool.


Outro aspecto a ser evidenciado é que não houve distinções claras do tipo de substância consumida e os atos agressivos ou vitimização. Todos os tipos de substâncias (álcool, maconha, crack, cocaína, injetáveis, etc.) relacionaram-se a esses aspectos. Porém, destacou-se, nos estudos, o uso e abuso do álcool, provavelmente por ser o mais consumido por todas as faixas etárias e gênero, ocasionando atos agressivos principalmente em homens
Fonte: Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana 2008

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's