Você está aqui: Home › Colunas › Fibromialgia
Fibromialgia
Variação da dor na Fibromialgia
Uma das queixas mais relatadas nos pacientes com fibromialgia é a variação da intensidade da dor no decorrer do dia e seu impacto na qualidade de vida.
José Eduardo Martinez e colaboradores da Faculdade de Medicina da PUC de Sorocaba estudaram 21 pacientes com fibromialgia, afim de estabelecer a correlação entre a percepção da intensidade da dor, da ansiedade e da depressão e determinar a correlação entre a variação da intensidade da dor e o impacto na qualidade de vida As pacientes receberam um diário para registrar suas percepções sobre a intensidade da dor, a ansiedade e a depressão por meio de escalas visuais analógicas, em que a dor variava de 0 sem dor ate 10 muita dor Esse procedimento foi realizado três vezes por dia durante o período de 15 dias. A qualidade de vida foi medida pelo questionário de impacto da fibromialgia (FIQ).
Observou-se variação significativa da intensidade da dor nos vários períodos do dia (manhã, tarde e noite). Não houve variação significativa para ansiedade e depressão ao longo do dia. Não foi observada correlação significativa entre dor e depressão ou dor e ansiedade em qualquer período do dia durante a duração do estudo. Quando se considera todo o período de estudo, observou-se correlação entre dor e ansiedade e dor e depressão pela manhã. Não se observou tal correlação nos períodos da tarde e da noite.
Os autores concluem que há variação significativa da intensidade da dor ao longo do dia e há correlação entre dor e ansiedade e dor e depressão no período da manhã durante o tempo do estudo. Há correlação significativa entre a qualidade de vida com dor durante a manhã, ansiedade à tarde e à noite e depressão em todos os períodos.
veja www.intramed.uol.com.br




Fonte: Rev. Bras. Reumatol.48(6 ) Nov./Dec. 2008

 

 

Veja mais em "Fibromialgia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's