Você está aqui: Home › Colunas › Coluna Vertebral
Coluna Vertebral
Radiografias na dor aguda na lombar
Com freqüência pessoas que sofrem uma dor aguda na região lombar vão ao pronto socorro e praticamente exigem que seja feito uma radiografia simples da região e muitas vezes ate uma tomografia ou ressonacia.Alguns clínicos realizam imagens lombares rotineiramente ou na ausência de características históricas ou clínicas sugestivas de alterações lombares graves. R.Chou e colaboradores da Oregon Health and Science University de Portland fazem um estudo de meta analise, ou seja encontraram 6 estudos na literatura medica que pesquisaram esse tema.
Foram analisados ensaios clínicos randomizados( pacientes escolhidos ao acaso) e controlados( quando se compara os resultados dos tratamentos em pacientes com ou sem exames) que compararam a conduta que os exames de imagem na região lombar imediatos no pronto socorro (radiografia, tomografia computadorizada ou ressonância nuclear magnética) orientaram versus cuidados clínicos usuais sem exames imagem imediatos para dor lombar. Estes ensaios clínicos relataram dor ou função (desfechos primários), qualidade de vida, saúde mental, melhora geral relatada pelo paciente (baseada em várias escalas) e satisfação do paciente quanto aos cuidados recebidos. Seis ensaios (com 1804 pacientes) preencheram os critérios de inclusão. A qualidade do estudo foi avaliada por dois revisores independentes com critérios adaptados do Grupo de Revisão Lombar Cochrane.
Não foram registradas diferenças significativas entre exames de imagens lombares imediatos e cuidados usuais sem exames de imagens para desfechos primários em acompanhamento de curto prazo (até 3 meses: para dor e para função; valores negativos favorecem exames de imagens desse tipo a longo prazo 6 ? 12 meses: para dor e para função). Outros desfechos não diferiram significativamente. A qualidade do ensaio clínico, o uso de diferentes métodos de imagem e a duração da dor lombar não afetaram os resultados, porém análises foram limitadas pelo pequeno número de ensaios. Os resultados são mais aplicáveis à dor lombar aguda ou sub-aguda avaliada em cuidados primários de saúde ou seja esse tipo de conduta fazer exames na fase aguda não ajuda o tratamento e causa gastos desnecessários

Os pesquisadores concluíram que imagens lombares para dor lombar sem indicações de condições graves subjacentes não proporcionam melhora dos desfechos clínicos. Portanto, clínicos deveriam evitar solicitar exames de imagens lombares rotineiros imediatos em pacientes com dor lombar aguda ou sub-aguda e sem características sugestivas de doença subjacente grave.

veja www.intramed.uol.com.br

Fonte: Lancet. 2009 Feb 7;373(9662):463-72

 

 

Veja mais em "Coluna Vertebral" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's