Você está aqui: Home › Colunas › Osteoporose
Osteoporose
Cirurgia da obesidade e osteoporose
A obesidade mórbida afeta aproximadamente nove milhões de americanos, e aproximadamente 6 milhões de brasileiros. A cirurgia que reduz a capacidade de do estomago de absorver os alimentos chama-se cirurgia bariatrica e com a influencia da regulamentação da Anvisa sobre os planos de saúde existe um numero crescente de pessoas que consegue ser operada e melhorar de inúmeros problemas que tem os muito obesos, como por exemplo, a diabetes, a artrose do joelho da coluna e reconquistar a auto estima. A pessoa obesa está associada com um risco reduzido de osteoporose, mas depois que faz essa cirurgia e com a perda de peso aumenta a chance de diminuir a densidade óssea, tanto em homens como em mulheres A cirurgia da obesidade tem efeitos profundos no osso, que são bem descritos na literatura em geral; no entanto, não há poucos relatos na literatura ortopédica. A.Wang e colaborador ortopedistas da Universidade de Utah chamam atenção para o fato que os ortopedistas que lidam com as fraturas causadas pela osteoporose, precisam ser alertados para as conseqüências para a osteoporose com as cirurgias bariatricas
O procedimento em Y de Roux é a principal cirurgia bariátrica realizada nos Estados Unidos e também no Brasil Nessa cirurgia, os locais primários de absorção de cálcio no intestino são alterados devido aos desviados dados no bolo alimentar, pela cirurgia. Assim os pacientes se tornam deficientes de cálcio e vitamina D no sangue, e por um mecanismo automático o organismo libera o hormônio da paratireóide, que causa uma produção aumentada de vitamina D e uma reabsorção aumentada de cálcio que retira do osso, pois o organismo precisa de cálcio no nível normal que tem participação de muitos processos importantes tais como a cicatrização de tecidos e feridas, titânias, câimbras, etc
A operação bariatrica que age deixando uma banda gástrica restritiva não produz a mesma perda óssea como o procedimento Y de Roux, nem existe evidência de hiperparatiroidismo secundário, mas parece que não é tão eficiente para a perda de peso.
Os autores concluíram que é importante para os ortopedistas tomarem consciência dos tipos de cirurgia da obesidade e suas consequências no osso, pois isso poderá ter um impacto na densidade óssea, no risco de fraturas e na consolidação de fraturas.
veja intramed.uol.com.br

Fonte: Am J Orthop. 2009 Feb;38(2):77-9

 

 

Veja mais em "Osteoporose" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's