Você está aqui: Home › Colunas › Fibromialgia
Fibromialgia
Bexiga hiperativa ou neurogênica
Bexiga hiperativa é uma alteração funcional da bexiga, caracterizada por alguns sintomas típicos como: polaciúria (urinar mais de 8 vezes por dia), urgência de urinar de difícil controle(quando a pessoa sente um desejo forte e imediato urinar, o que tem que ser feito imediatamente) e urge -incontinência (a pessoa sente urgência e caso não urine rapidamente, pode perder urina na roupa).
Enquanto a bexiga não esta cheia , ela deve ficar relaxada, só contraindo na hora da micção, mas nas pessoas com bexiga hiperativa o músculo detrusor (que é o músculo da bexiga) faz contrações fora de hora, durante o enchimento. Essas contrações aumentam a pressão dentro da bexiga e isso leva a uma sensação de urgência e ter noctúria, ou seja, acordar mais de 2 vezes à noite para urinar.
A bexiga hiperativa acomete 43% da população, dependendo da faixa etária, aumentando conforme a idade. Os sintomas mais encontrados são polaciúria (cerca de 80%) e urgência (cerca de 60%).Existem várias drogas utilizadas para o tratamento da bexiga hiperativa. A maioria teve sua indicação baseada em observações clínicas
de pouca consistência. Muitas drogas têm efeito próximo ao placebo e outras com efeitos clínicos comprovados apresentam eventos
adversos que dificultam sua utilização clínica. Outro problema importante é a necessidade de tratamentos de longa duração, o que
dificulta a utilização de determinadas drogas e eleva o índice de abandono do tratamento, seja pelos eventos adversos ou pelo custo
As contrações da bexiga são decorrentes de estímulos involuntarios de varias origens dos receptores internos dos músculos da bexiga. Os medicamentos chamados de anticolinérgicos ( também conhecidos como anti cólicas) provocam inibição destes receptores, diminuindo a amplitude das contrações, aumentando o volume da primeira contração e da capacidade funcional da bexiga.
Uma revisão sistemática de 32 trabalhos, com 6.800 pacientes, comparou o efeito de seis tipos de anticolinérgicos com placebo (tolterodina ? 11 estudos, oxibutinina ? 10, trospium ? 6, propiverina
? 3, brometo de emepronium ? 1 e brometo de propantelina ? 1). Foi observado o risco relativo de 1,4, em favor dos anticolinérgicos, com
melhora significante da incontinência urinária, número de micções diárias, capacidade cistométrica e volume de desencadeamento da primeira contração involuntária. Os anticolinérgicos foram associados
com o aumento no volume residual e xerostomia. Essas drogas estão contra-indicadas nos casos de glaucoma de ângulo fechado, não operados, e em pacientes com risco de retenção urinária
Existem atualmente o uso do botox no tratamento da bexiga hiperativa ou neurogênica A técnica de fazer injeções da neurotoxina botulínica no músculo detrusor esta se impondo como um tratamento Bexiga hiperativa ou neurogenica

Fonte: Eur Urol. 2009 Sep 11

 

 

Veja mais em "Fibromialgia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's