Você está aqui: Home › Colunas › Osteoporose
Osteoporose
Efeito piezoelétrico
Osteoporose é uma doença marcada pelo enfraquecimento ósseo não causa dores mas aumenta o risco de fraturas ósseas. Ocorre principalmente na mulher depois que entra na menopausa, mas pode ocorrer em homens depois dos 65 anos de idade. Os exercícios regulares podem prevenir a progressão da osteoporose.
O efeito piezoelétrico é a troca de cargas positivas e negativas entre a superfície e a parte interna do osso, é um fator determinante na fixação do cálcio. Este efeito é obtido quando ocorre a compressão do osso. Pode ser gerado através de exercício de impacto ou pela simples compressão óssea, como acontece com os exercícios de fortalecimento muscular. Mas exercícios com impacto são contraindicados para pessoas com osteoporose, devido ao risco de fratura. Exercícios na água também não trazem benefícios porque a água anula esse efeito piezoelétrico. Piezoeletricidade é uma polarização elétrica produzida por certos materiais, como algumas moléculas e cristais, quando submetidos a uma deformação mecânica. A estrutura do colágeno ósseo preenche as características de material piezoelétrico, que sob deformação mecânica (como a produzida por tração, compressão ou torção) pode sofrer modificações espaciais, produzindo uma polarização elétrica.
As mulheres fazem parte do grupo de risco na menopausa natural ou quando fazem a retirada do útero quando mais jovens. A queda dos níveis do hormônio estrógeno que auxiliava na fixação do cálcio no osso,obriga a ingestão de cálcio extra alem da alimentação durante muitos anos, principalmente se a mulher tiver tido uma fratura de osso anterior ou tiver a mãe ou a irmã com osteoporose franca. O cálcio deve se ingerido em conjunto com alendronato administrado uma vez por semana ou por mês, que fixa o cálcio principalmente na mulher idosa.
Até agora o efeito piezoelétrico não tinha sido aproveitado de forma efetiva na ação sobre os ossos. L.Alberti e colaboradores dentistas da Universidade de Foggia na Itália fizeram um estudo sobre os resultados da osseointegração do osso alveolar ao redor dos implantes dentários inserido com osteotomia piezoelétrica versus osteotomia convencional. O objetivo deste estudo foi comparar as diferenças radiográficas, por meio da avaliação da densidade óssea peri implante, entre a inserção do eixo do implante utilizando a técnica cirúrgica tradicional e a técnica piezelétrica. Quarenta pacientes foram selecionados, cujo tratamento consistiu de um mínimo de dois implantes colocados em osso do maxilar não patológico. Um único tipo de superfície do implante foi o escolhido para a avaliação .. As radiografias foram realizadas após a cirurgia em 30, 60 e 90 dias. A densidade óssea foi estudada pela densitometria. Todos os pacientes completaram o período de estudo com sucesso. Apesar de um número limitado de doentes tratados, o resultado deste estudo piloto demonstrou que (1) a preparação do local do implante com a técnica piezoelétrica promove melhor densidade do osso e osteogênese, e (2) a técnica piezoelétrico teve uma taxa de sucesso de 100% neste estudo.




Fonte: Quintessence Int. 2010 Sep;41(8):639-44

 

 

Veja mais em "Osteoporose" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's