Você está aqui: Home › Colunas › Postura
Postura
Cesariana em mulheres baixas
Já é conhecido que existem muitos fatores hormonais, econômicos, culturais que podem influir na altura dos homens e mulheres de todos os pais por isso os estudos de altura são feitos em proporção a altura media de todos os pais e são divididos em 5 percentis ou seja se a altura mediana de uma mulher com 30 anos na Alemanha é de 1.70 cm, assim 50% das mulheres terão acima dessa medida e 50% abaixo
O conceito da mediana pode ser generalizado para outras percentagens além dos 50%. Por exemplo, podemos querer saber qual é o valor abaixo do qual estão 10% das mulheres. A esta medida de posição dá-se o nome de percentil 10. A mediana é, portanto, o percentil 50. Alguns percentis têm uma designação especial. Por exemplo, o percentil 25 e o percentil 75 são referidos como o 1º quartil e o 3º quartil, respectivamente.. M.K.Bohlmann e colaboradores do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital da Universidade de Luebeck na Alemanha avaliaram o resultado obstétrico de gestantes com baixa estatura (percentil abaixo de 5) no que diz respeito ao tipo de parto, distúrbios maternos, do feto e outros parâmetros.
Estudo foi baseado em dados do arquivo medico da Maternidade portanto retrospectivo de 13 anos de serviço. Dois grupos: grupo A, pacientes com altura abaixo do percentil 5, e no grupo B, os pacientes com estatura entre o percentil 25 e 75.

Os pacientes com uma estatura entre os percentis 25 e 75 apresentaram significativamente mais partos espontâneo vaginais. Cesarianas (CS) foram significativamente observados com mais freqüência em mães com uma estatura pequena. Os resultados em relação aos fetais não diferiram significativamente entre os grupos (APGAR, pH arterial do cordão, o excesso de base).

Pacientes com estatura abaixo do percentil 5 tem uma taxa significativamente maior de CS secundário. Como menos de metade dos das pacientes com uma estatura abaixo do percentil 5 tiveram partos espontaneos a termo, gravidezes em pacientes com baixa altura devem ser reconhecido por médicos obstetras que tem um risco específico maior de cesarianas . Considerando que o resultado neonatal parece ser comparável entre nulíparas com estatura abaixo do percentil 5, e aqueles com estatura entre os percentis 25 e 75, as mães de baixa altura tem um risco significativamente elevado de parto cirúrgico, que devem ser analisado em estudos prospectivos e no aconselhamento desses pacientes.


Fonte: Arch Gynecol Obstet. 2010 Sep; 282 :241-4.

 

 

Veja mais em "Postura" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's