Você está aqui: Home › Colunas › Musicoterapia
Musicoterapia
Música e os reumatismos
S. Evers, que é um reumatologista e musicista alemão, numa revisão histórica do tema, afirma que as pesquisas da utilização da música, para diminuir as dores do reumatismo, são raros, havendo referências às "dores nas juntas", mais, especificamente, em relação a gota úrica (podagra).
Isso é devido ao fato do difícil diagnóstico do reumatismo. Na medicina antiga, em culturas primitivas e pré históricas, a musica era considerada como geradora de pensamentos animados. Na antiguidade, quando dominavam as explicações de que os humores (fluídos ou líquidos que circulam no corpo) que causavam as doenças, a filosofia que tentava explicar os benefícios da música para o reumatismo, encontrava pequena aceitação. Já na Idade Média, no período barroco, dominava a concepção de que a música era útil na luta contra todas as dores, tanto da alma como do corpo. No período romântico havia muita especulação da música como uma terapia efetiva, mas, mesmo assim, essa idéia sobreviveu. No século 20 a música é introduzida como uma terapia ativa no tratamento das pessoas que sofrem de reumatismo; e o seu sucesso como um remédio na reabilitação e como uma terapia auxiliar passou a ser aceito.
Fonte: Z Rheumatol 1990 May-Jun;49(3):119-24

 

 

Veja mais em "Musicoterapia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's