Você está aqui: Home › Colunas › Fibromialgia
Fibromialgia
Enxaqueca nas crianças e adolescentes
Uma dor de cabeça especifica em que dói uma metade da cabeça e chamada de enxaqueca. Como a enxaqueca pode ser desencadeada, principalmente, após longos períodos de esforço visual, no computador e diante da TV; pais, professores e até mesmo os médicos costumam associar a dor de cabeça aos problemas oftalmológicos, quando, na verdade, eles se mostraram raros entre as causas dessa dor de cabeça.
Num acompanhamento de mais de três anos de meninos e meninas, com idade entre 6 e 16 anos, que apresentavam queixas recorrentes de dor de cabeça, foi constatado que 94% tinham enxaqueca e apenas 1% dos avaliados apresentava problemas visuais, como miopia e astigmatismo.A enxaqueca é hereditária. Mais de 80% dos pais das crianças com a doença foram estudados e também apresentavam enxaqueca. Alem da predisposição genética vários fatores como dieta, alterações hormonais e até mesmo privação de sono estão entre as principais causas de uma doença muito mais freqüente em crianças e adolescentes do que se imagina.
Segundo a literatura atual, a enxaqueca é uma doença genética que provoca alterações químicas no cérebro que tornarão esse órgão mais sensível a uma série de fatores interno e externos, que acabam desencadeando as crises de dor de cabeça típicas dessa doença. Entre os fatores externos destacam-se o excesso de luminosidade, determinados alimentos (álcool, chocolate, condimentos e derivados do leite), odores e esforço visual. Como exemplos de fatores internos, as emoções são importantes (tanto negativas quanto positivas), a menstruação e as variações do ciclo do sono (privação ou excesso do sono) que são tão freqüentes nas crianças e adolescentes.
Os principais sintomas são dores concentradas em um lado da cabeça, náuseas, vômitos, palidez e maior sensibilidade à luz e barulho do ambiente. É uma dor que parece que pulsa, lateja e piora com o esforço físico. Dessa forma é muito comum a criança com enxaqueca parar de pular ou correr na hora em que sente dor de cabeça. Há indícios de que as crises costumam ser mais breves na infância, com duração de meia hora ou até menos. O melhor a fazer nesses momentos da crise dolorosa é colocar a criança para descansar em um lugar bem ventilado, escuro e silencioso.

Segundo as estimativas da Academia Brasileira de Neurologia, a enxaqueca atinge cerca de 18% da população do País. Na parcela infanto-juvenil, as pesquisas sobre o assunto ainda são escassas, mas os dados epidemiológicos computados indicam que 12% dos meninos e meninas, a partir dos 10 anos, têm predisposição genética para o problema.
M.Bjork e colaboradores neurologistas, Hospital Universitário Haukeland, da cidade de Bergen na Noruega fizeram uma pesquisa para responder a pergunta O que desencadeia uma crise de enxaqueca?
Trinta e dois controles saudáveis, 33 pessoas com enxaquecas sem aura( aura é uma sensação e uma alteração visual que essas pessoas tem antes de começar a dor de enxaqueca) e oito com aura Todos fizeram três ( eletroenfefalogramas - EEGs) apos uma estimulação fótica( é uma luz piscante de excitação através dos olhos no cérebro) em três dias diferentes. Usando os diários dor de cabeça do paciente foi possível comparar aos pares com o ataque de enxaqueca que surgiu relacionado com os EEGs do mesmo paciente, bem como com EEGs de controle. Alem disso foi realizado outro exame do estimulo chamado de potencial evocado
Os autores concluíram as alterações indicam que existe diminuição da excitabilidade da região chamada de talamocortical do cérebro que está associada com a iniciação do ataque de enxaqueca e de um aumento de sensibilidade sensorial na enxaqueca. A tendência geral para diminuir EEG e depressão das respostas fótica caracterizou o grupo de enxaqueca. Esse padrão também foi relacionado ao aumento da gravidade dos sintomas. A mudança na atividade cortical ocorreu dentro de 36 h antes dos ataques.

Fonte: Acta Neurol Scand Suppl. 2011; (191) :56-63

 

 

Veja mais em "Fibromialgia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's