Você está aqui: Home › Colunas › Postura
Postura
Evolução das curvas da coluna - TEXTO NOVO

A Wright e colaboradores fazem parte do serviço da Tom G. Mayer, que é do Instituto Dallas de Ergonomia, no Texas. Fizeram um intenso trabalho de reabilitação de pacientes com problemas na coluna resultantes de acidentes de trabalho, realizando a Escola de Postura, isto é, exercícios físicos com aparelhos ergonomicamente balanceados, num trabalho intensivo, 7 dias por semana e 8 horas de atividades por dia, como se fosse uma terapia intensiva relacionada à coluna (exercícios de relaxamento e exercícios de musculação são alternados).

Nesse trabalho, realizado com 1198 pacientes, os autores compararam o grupo A, com 421 pacientes com problemas cervicais com o grupo B, formado por 777 pacientes com queixas na região lombar. As entrevistas foram feitas 1 ano após terminarem esse "programa de restauração funcional interdisciplinar". Não houve nenhuma diferença significativa entre os fatores sócio econômico, nem diferença quanto à volta ao trabalho ou recaídas entre os grupos A e B. 

 

Fonte: (Spine 15/11/1999; 24:178-83)

 

Os valores normativos com estratificação etária de parâmetros de alinhamento sagital de técnicas radiográficas para capturar imagens verticais da região cervical até a lombar podem servir como método ideal para avaliar as medidas do alinhamento geral da coluna.

Autores do Columbia University Medical Center, de Nova York, realizaram um estudo multicêntrico com adultos sem dores na cervical ou na lombar em que foram registrados os seguintes itens: idade, IMC (índice de massa corporal) e índice de incapacidade no trabalho.

Os seguintes parâmetros foram medidos na radiografia: linha vertical ligando a coluna cervical até o sacro, linha vertical do occiput até a vértebra C2 (O-C2), lordose, linha vertical da vértebra C2 até C7 (C2-C7), cifose torácica (T2-T12), T2-T5 cifose, T5 -T12 cifose, cifose toracolombar (T10-L2), lombar lordose (L1-S1), inclinação sacral (SS), a inclinação da pelve (PT), a incidência pélvica (PI), o ângulo de flexão do joelho (KFA), ângulo sagital geral (GSA), T1- ângulo da pélvis (T1PA). Foram realizadas comparações de parâmetros de alinhamento sagital entre os diferentes grupos etários. 

Um total de 115 voluntários foram examinados através dessas radiografias que tinham uma idade média de 50,1 anos (variando de 22 a 78 anos), o IMC médio foi de 28. Foi constatado que as medidas diminuíram com a idade. Os autores constataram que foi possível estabelecer uma correlação entre as medidas desde o occiput até a base dos pés para todos esses parâmetros examinados.

Concluem que essa metodologia pode ser empregada para avaliar a evolução da coluna total dos pacientes com o passar dos anos que serviria como método comparativo de evolução da coluna vertebral.

 

 

Fonte: Spine 2016 Apr 20.

 

 

Veja mais em "Postura" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's