Você está aqui: Home › Colunas › Educação Física
Educação Física
Creatina e a prática esportiva
As pessoas desinformadas que praticam esporte recreativo ou ginástica para terem uma musculatura bem desenvolta ou um corpo bem musculoso adotam dietas e suplementos vitamínicos ou nutricionais, que nem sempre
estão relacionadas à promoção da saúde. A popularidade dos suplementos alimentares vem crescendo espantosamente, tanto no meio esportivo como nas academias de ginástica. Através de cálculos, estima-se que o consumo
de creatina, em 2000, nos Estados Unidos, ficou em tôrno de 2.500 toneladas. Este dado reflete a enorme expectativa de benefícios de construção de massa muscular que os consumidores depositam nesta substância. D. L. Mayhew e colaboradores, professores de educação física, da Universidade Truman, na cidade de Kirksville (USA) analisaram os efeitos da ingestão de creatina, por pelo menos 2 anos, por atletas e amadores. Os autores estudaram através de parâmetros hematológicos o que aconteceu no rim e no fígado de dois grupos de praticantes de esporte. No grupo A, formado por 10 jogadores da segunda Divisão de futebol
americano, profissionais (com idade variando de 19 a 24 anos), que estavam fazendo exercícios intensos de treinamento tomaram, espontaneamente, uma média de 14 g / diário (variando de 5 a 20 g) de creatina, e os resultados foram comparados com o grupo B, formado por
13 jovens, de mesma idade, que eram esportistas amadores, sem treinamento tão intenso, que também ingeriam uma quantidade semelhante de creatina por dia. Foram feitos os seguintes exames: albumina sérica, fosfatase alcalina, alanina aminotransferase, aspartato aminotransferase, bilirubina, uréia, e a creatinina que não apresentaram nenhuma diferença
significativa. Não houve nenhuma correlação entre desempenho, aumento de musculação e a dose ingerida e o tempo usado. Os autores concluem
que não foi possível estabelecer nenhum efeito positivo com a ingestão desse aminoácido e também nenhum efeito secundário com essas
substâncias em atletas de alto nível de treinamento.
Fonte: Int J Sport Nutr Exerc Metab 2002 Dec;12(4):453-60

 

 

Veja mais em "Educação Física" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's