Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Dores pós cirúrgicas na coluna
M. P. Grevitt e colaboradores, da Universidade de Nottinghan, Inglaterra, analisaram 120 pacientes (63 homens e 57 mulheres, idade média 33
anos) submetidos à discectomia percutânea, que é a remoção da Hérnia de Disco por um aparelho de micro-sucção, sem necessidade de cortar profundamente o paciente, mas introduzindo um artroscópio pela pele. Foi feita uma avaliação pré e pós operatória, incluindo o Oswertry Back Pain Disability e o teste SF-36 com 36 perguntas, introduzido pelas autoridades sanitáristas inglesas para medir falhas cirúrgicas, em geral. (Brit.Med.J.,1993; 306:1437-1440). Os autores concluem que esses testes são equivalentes e medem com adequado índice de consistência a associação entre a dor remanescente, as condições físicas e as variáveis psicossociais, nesse tipo de operados. T.L Walsh e colaboradores do Spine Center de Dartmouth, nos E.Unidos, analisaram 970 pacientes antes e depois de 3 meses de cirurgia, aplicando 3 escalas de dor: uma que mede só a dor pós-cirurgica, chamada de Modems, outra que mede a dor pós-cirúrgica, e, também, o estudo funcional, físico e psicológico, que é o SF-36 e a outra escala que mede somente o estado físico, movimento etc, que é o Oswestry. Os autores concluem que em cirurgias relacionadas a coluna vertebral é suficiente aplicar o SF- sem nenhum outro teste para avaliação da dor pós-cirúrgica.
Fonte: Spine. 2003 Mar 15;28(6):607-15.

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's