Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Depressão das avós criando netos
O estudo chamado National Survey of Families and Householders realizado pela Escola de Saúde Pública, da Universidade da Califórnia, analisou
inúmeros problemas dos integrantes das famílias. Foi realizado, em 1987/88, com 13.008 entrevistas e em 1992/94, com 10.008 entrevistas.
Nesse total foi possível identificar 158 avós que ficaram responsáveis pela custódia e educação de seus netos por mais de dois anos. Os autores constataram que estas avós tinham duas vezes mais depressão, medida numa escala específica, do que aquelas avós, que tinham a mesma idade, mas não tiveram essa custódia. No casal,
geralmente, a mulher era mais sensível. Os fatores que pioraram a depressão desses avôs foram a própria saúde e a idade e, quanto mais jovem, pior foi a depressão. O estado depressivo ocorria no início do processo de criação.
Enfermeiras da Universidade da Flórida, afirmaram que, no ano de 1996, havia, nos Estados Unidos, 269 mil netos que estavam sendo criados pelos
avós (principalmente pelas avós) e no dobro das ocasiões eram pertencentes à comunidade negra. Com a crescente quantidade de drogados e com o aumento dos chamados órfãos da AIDS, esse número tem pelo menos triplicado, nos últimos anos. As principais preocupações dessas avós, com esses netos é com o comportamento sexual, drogas e a violência.
Fonte: Arch Psychiatr Nurs. 2000 Apr;14(2):73-80.

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's