Você está aqui: Home › Colunas › Reumatismo
Reumatismo
Novos medicamentos para artrite reumatóide grave
A artrite reumatóide é uma doença que atinge mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo.
Recentemente foi desenvolvido um medicamento para bloquear uma proteína do sistema imunológico chamada fator de necrose tumoral (TNF, na sigla em inglês), que causa grande parte da dor e da inflamação das articulações deformadas das pacientes com essa doença. Esses medicamentos já existem à venda no Brasil, mas o custo é alto: cerca de R$ 30 mil por ano. Etanercept e o infliximab são os nomes genéricos desses dois produtos que empregam a engenharia genética, usando proteínas de ratos e humanas na sua produção e que para tornar-se mais barato deverá ter sua base transferida das proteínas animais, para as demais plantas, mas isso levará entre três a cinco anos para ser concluído, afirmam T. R. Mikuls e colaboradores, reumatologistas da Universidade de Nebraska, que relatam uma melhora de 20% dos pacientes com artrite reumatóide deformante grave que não melhoram com cortisona. Essa medicação deve ser associada ao metatrexate para um efeito mais acentuado, mas, como este reduz as defesas orgânicas do paciente pode surgir, como efeito colateral, uma tuberculose que estava amortecida.
Fonte: Drug Saf 2003;26(1):23-32

 

 

Veja mais em "Reumatismo" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's