Você está aqui: Home › Colunas › Educação Física
Educação Física
Atividade física, em mulheres diabéticas
O aumento de atividade física tem sido associado a um risco reduzido de doença cardiovascular na população em geral, mas o que acontece em relação às mulheres diabéticas?

F B. Hu e colaboradores, da Harvard School of Public Health, fizeram um estudo com 5.125 enfermeiras com diabetes, durante 14 anos de seguimento, cuja a atividade física foi avaliada em 1980 e foi depois atualizada em 1982, 1986, 1988, e 1992 por questionários. A média de horas de exercício moderado ou vigoroso foi transformado em pontuação e foram registradas.
Os autores constataram que surgiram 323 casos de doença cardiovascular (225 casos de doença arterial coronariana e 98 casos de acidente vascular). O risco relativo ajustado por idade, de acordo com a média de horas de exercício físico moderado ou vigoroso por semana foi menos de 1 exercício (quase nada) e o risco de ter essas doenças era de 1; quando a carga de exercícios chegava a escala maior ou igual a 7 o perigo de aparecer essas doenças era reduzido pela metade 0,52. Esses dados não mudaram depois de se ajustar os índices por fumo, índice de massa corporal, e outros fatores de risco cardiovascular. Caminhada habitual com passos rápidos foi o melhor exercício associado com baixo risco.
Fonte: Ann Intern Med.16/1/ 2001 ;134(2):96-105

 

 

Veja mais em "Educação Física" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's