Você está aqui: Home › Colunas › Reumatismo
Reumatismo
Internações devido a Artrite Reumatóide
O Prof. Frederick Wolfe é colaborador de prestigioso serviço de reumatologia da Universidade de Kansas e fez uma análise dos medicamentos usados por 10.832 pacientes portadores de artrite reumatóide, durante 2 anos e que foram hospitalizados devido algum problema relacionado a doença reumatóide.
O metatrexato era usado por 50.7% dos pacientes, prednisona por 42.7%, cloroquina 25.0%, leflunomide 27.3%, etanercept 12.2%, sulfasalazina 7.4% e infliximab 2.4% dos pacientes. A idade média era de 60,5 anos e a média de duração da doença de 13,6 anos. O fator de risco maior da hospitalização foi a presença de maiores incapacidades, seguindo-se a idade, sexo, duração da doença e baixos níveis econômicos. Não tiveram influência o nível de escolaridade, estado civil e grupo étnico. Fatores psicológicos alterados medidos por testes foram considerados fatores de risco. Dentre todos os que apresentaram maior fator de risco de hospitalização foram: prednisona (Fator de risco 1,39 ou seja aumenta 39% as chances de internação), etanercept (1,10) leflunomide (1,02), mas, o infliximab o fator de risco foi 0,88, menor que a unidade, por isso pode-se afirmar que o risco foi mínimo, menor que a cloroquina (0,93), o metatrexato foi de 0,86 e a sulfasalazina (0,73). Pode-se verificar dos dois produtos que usam o FNT alfa o infliximab tem um risco de internação pelo menos 22% menor que o etanercept.
O Prof. Frederick Wolfe é conhecido pelos trabalhos pioneiros em fibromialgia, acreditando-se que ele que cunhou essa denominação.
Fonte: Ann Rheum Dis. 2001 Nov;60(11):994-5

 

 

Veja mais em "Reumatismo" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's