Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Cleoptomania e agito
Cleptomania é uma compulsão desenfreada para o roubo, podendo atingir crianças, adultos e idosos. Atingem todas as classes sociais, mas são as mulheres que tem mais esse desvio de comportamento, sempre ligada a carência de afeto. As crianças roubam para se compensarem do afeto e carinho, que precisam e não têm dentro de casa. O roubo é simbólico nesse processo de resgate do afeto ausente ou perdido, para um irmão mais novo. O sinal mais característico é o aparecimento de algum objeto que não lhes pertence (lápis, borracha ou brinquedo). Oriente a criança para não devolvê-lo, explicando sempre que não é correto pegar algo dos outros. O desaparecimento definitivo da cleptomania é muito difícil. Há várias formas de psicoterapia eficazes no tratamento. Uma indicação seria as psicoterapias comportamentais, que tentará modificar os pensamentos e comportamentos do paciente. Medicamentos ajudam no tratamento, mas não é o bastante. O desenvolvimento do autocontrole da pessoa, só é possível com um diálogo aberto com o portador dessa compulsão sem jamais culpá-lo pelo seu ato. É importante fazê-lo compreender o que a doença causa para si mesmo e para a sociedade, envolvendo muitas vezes a família e os amigos. J.E.Grant e colaboradores, psiquiatras do Hospital de Providence, no Estados Unidos examinaram as similaridades e as diferenças na qualidade de vida dos pacientes, com cleptomania e compulsão patológica pelo jogo. Os autores aplicaram um teste psicologico Quality of Life Inventory, inventário da qualidade de vida que avalia a satisfação auto relatada com a vida. Foram avaliados 30 pacientes com cleptomania, 43 com compulsão pelo jogo, e 30 pessoas normais serviram como controle. Os pacientes com cleptomania, e com compulsão pelo jogo, tiveram como resultado de contagens nesse teste que tem uma qualidade de vida significativamente mais baixa do que as pessoas normais do grupo controle.
Fonte: Compr Psychiatry. 2005 Jan-Feb;46(1):34-7

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's