Você está aqui: Home › Colunas › Ortopedia
Ortopedia
Sem cinto de segurança têm maior mortalidade hospitalar
Shane Allen e colaboradores, analisaram 23.920 indivíduos que estavam em veículos envolvidos em acidentes, com idade de 16 anos ou maior, e que foram admitidos em salas de emergência dos Pronto Socorros no estado de Wisconsin no ano de 2002. As vítimas em casos de acidentes automobilísticos, que não usavam cinto de segurança se apresentaram com ferimentos mais graves ao serem atendidas. Apesar das constantes campanhas desenvolvidas pelas autoridades em todos os tipos de mídias, para o uso dos cinto de segurança, isso nem sempre é obedecido pela população. Os autores verificaram que as vítimas de acidentes automobilísticos, que não usavam cinto de segurança correspondiam a mais de dois terços dos pacientes, que faleceram na sala de emergência. Um outro dado importante foi que aqueles que não usaram o cinto de segurança, no momento do acidente, e que não foram ao óbito logo na admissão, foram hospitalizados tinham uma possibilidade de morte durante a estadia hospitalar 3 vezes maior se comparados com os que usavam o cinto. O estudo mostra que os acidentados não usavam cinto de segurança eram na maioria do sexo masculino (56% contra 40%); e tinham bebido o álcool (17% contra 4%). Os acidentados que não usavam cinto de segurança eram mais jovens (31 anos contra 38 anos); e ganhavam menos ($681 contra $509). Os acidentados que não usavam cinto de segurança tiveram acidentes mais as graves e severos na cabeça, rosto, no tórax, no abdômen, na coluna, nos membros.
Fonte: Academic Emergency Medicine, Abril 2006, 13, ( 4), 427-434

 

 

Veja mais em "Ortopedia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's