Você está aqui: Home › Colunas › Musicoterapia
Musicoterapia
Musicoterapia e glaucoma
As pesquisas sobre musicoterapia revelaram que as canções aliviam a dor crônica. Os autores de vários estudos tem mostrado que a música melhora as manifestações ligadas à depressão, um dos males associados ao convívio com a dor crônica. E tanto faz o tipo de música que o paciente ouve, desde que goste. Por resultados como esse, a relação entre a música e a medicina é tema de interesse crescente. Existe um exame que se chama perimetria automatizada que é usada pelos oculista para fazer o exame de glaucoma e também uma avaliação mais precisa da progressão da doença. Esse exame a pessoa precisa estar relaxada pois a contração pode dificultar o exame, que é feito por uma aparelhagem complexa.
Carmo Fiorelli e colaboradores, incluindo a médica musicista Vanessa Macedo, oftalmologistas da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, fizeram um estudo que envolveram 60 pacientes que deveriam se submeter a esse exame, que nunca tinham feito antes, porque havia a suspeita de glaucoma progressivo. No grupo A; com 30 pacientes esse exame foi precedido pelo fato que ouviram durante dez minutos da sonata para dois pianos de Wolfgang Amadeus Mozart, e no grupo B; outros 30 pacientes foram submetidos a esse exame sem ouvirem a música, servindo de grupo controle. Os autores, verificaram que o grupo A; tinha uma perda menor de fixação durante o exame e os resultados foram mais precisos, pois tinham menos falsos positivos e falsos negativos comparados ao grupo B. Esses dados foram significativos sob o ponto de vista estatístico (p < 0,05). Falso positivo significa que o exame pelo estado de tensão do paciente pode dar que tem glaucoma e na realidade não tem. O mesmo raciocínio vale em relação ao exame negativo. A exatidão do exame de perimetria nos pacientes com a suspeita de glaucoma inicial, ou aqueles que já estavam fazendo o tratamento com um acompanhamento mais adequado por esse exame. Neste caso, os benefícios advêm do relaxamento, que facilita os reflexos. Porém os pesquisadores acreditam que há outros processos que colaboram para a melhora da performance, pois a música interfere no sistema que regula as emoções.
Fonte: Br J Ophthalmol. 2006 May;90(5):523

 

 

Veja mais em "Musicoterapia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's