Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
O extremo baixo peso ao nascer não influe
Existem muitos estudos afirmam que crianças
nascidas prematuras de baixo peso, tem
maiores dificuldades na escola, no emprego, no casamento enfim na vida. As crianças e adolescentes de extremo baixo peso ao nascimento, geralmente obtêm resultados piores em testes de cognição, desempenho acadêmico, comportamento e adaptação social quando comparadas a crianças de peso normal ao nascer. O extremo baixo peso é definido como menos de 1.000g ao nascimento. Para determinar se há uma transição bem-sucedida no período adulto. S.Saigal e neonatologistas, colaboradores da McMaster University, de Canadá analisaram os resultados de uma coorte prospectiva de base populacional contendo 166 participantes, que tiveram extremo baixo peso ao nascimento, e 145 controles de características sócio-demográficas comparáveis que tiveram um peso normal ao nascimento, avaliando-os entre os 22 e 25 anos de idade. Entrevistadores sem saber o status dos participantes aplicaram questionários validados
que mediram educação, emprego, vida independente, status conjugal e concepção de filhos. O seguimento completo foi efetivo, para 90% dos participantes do estudo. No geral, não foram encontradas diferenças significativas na obtenção de educação, emprego, vida independente, casamento ou concepção. As
idades de aquisição desses marcadores, também foram semelhantes em ambas os grupos de pessoas.
Fonte: JAMA 2006;295:667-75

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's