Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Influência de pais na obesidade infantil
Estudo divulgado na Austrália afirma que o comportamento do pai com relação à dieta infantil, pode ser decisivo para a questão da obesidade infantil. Até hoje, a responsabilidade do acompanhamento da dieta sempre recaiu sobre a mãe, o que acaba de ser desmentido pela pesquisa com 5 mil crianças entre 4 e 5 anos. Apresentado durante o encontro anual da Sociedade Acadêmica de Pediatria ocorrido no início de Julho de 2007 em Toronto, Canadá, a questão atual a ser debatida é sobre o papel da família no tratamento da obesidade em crianças. A permissividade paterna com relação à alimentação dos filhos nos finais de semana por exemplo, pode resultar em comprometimento mais sério da dieta anti-obesidade conduzida pela mãe durante toda a semana. Pais e mães, terão que andar juntos no tratamento a partir de agora. É uma postura de bom-senso, mas agora respaldada pelo resultado de uma pesquisa de W.Y.Al-Saeed e colaboradores, da King Faisal University da Arábia Saudita, estudaram 2.239 estudantes femininas, que tinham idades 6 a 17 anos, dando uma média de 10,49 +/- 2,64 anos, sendo que 20% tinham sobre peso e 11% eram obesas. Havia uma prevalência maior de sobre peso em meninas que o pai trabalha fora (P<0,01); uma prevalência maior de obesidade e sobre peso nas meninas que a mãe tinha nível de instrução mais alto (P=0,008). Nessa cidade árabe a obesidade esta alta, e não confirma o papel do pai como influência negativa.
Fonte: Obes Rev. 2007 Mar;8(2):93-9

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's