Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Nova cirurgia para surdos
Cerca de 10% da população mundial tem algum problema auditivo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde. No Brasil o número chega a 15 milhões de pessoas. A deficiência auditiva é causada por problemas em diferentes áreas do ouvido. Chega ao Brasil uma nova técnica que ajuda pacientes com surdez moderada a severa a ouvir. É a cirurgia de colocação do aparelho BAHA -Bone Anchored Hearing Aid (Dispositivo auditivo ancorado no osso) que possibilita que o som seja conduzido pelo osso, indicada para quem tem problemas no ouvido externo e médio (locais por onde o som é conduzido). O aparelho foi aprovado pela ANVISA em março de 2007. A cirurgia pode ser feita em pacientes com idade a partir de 5 anos, e que tenham cóclea em perfeitas condições. A técnica consiste na colocação de uma espécie de pino de titânio de 3 a 4 mm dentro do osso do crânio. Por fora, será encaixado o processador de som BAHA, que realiza uma vibração imperceptível e que irá conduzir, através do osso, o som até a cóclea. A colocação do aparelho é realizada depois de um período médio de três meses, tempo necessário para que ocorra a integração do pino dentro do osso. Em crianças esse tempo pode chegar até seis meses. O resultado é percebido logo que o aparelho é encaixado. A única opção de tratamento para pacientes com esse tipo de problema até agora era o uso de uma tiara vibratória, que desempenha a mesma função do BAHA, mas com o incômodo de precisar usá-la constantemente. O BAHA é bastante discreto e fica ?escondido? embaixo do cabelo da pessoa. Além disso, o aparelho pode ser conectado e desconectado e deve ser usado durante o dia, devendo ser retirado à noite e para tomar banho, nadar, etc...K.J.Blackmore e colaboradores, otorrinos ingleses da Universidade de Newcastle aplicaram Bone-anchored hearing aids, em 12 pacientes e direcionaram os microfones para o lado do interlocutor ampliando de (+ 49,7%) na melhoria da audição melhorando a qualidade de vida desses pacientes.
Fonte: J Laryngol Otol. 2007 Sep;121(9):822-5.

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's