Você está aqui: Home › Colunas › Psicologia
Psicologia
Depressão grave
Os médicos chamam de transtorno depressivo maior o tipo mais grave de depressão. Esses pacientes maior quantidade de sintomas depressivos, e mais graves. Pode ser resultante de um evento traumático único na vida, conseqüência a várias decepções pessoais e ao enfrentamento de vários problemas ou mesmo sem nenhum fator estressante identificável. Nesse último tipo alguns médicos chamam de depressão endógena. Seria uma depressão de causa biológica, devida presumivelmente a causas genéticas, ou distúrbios no funcionamento dos neurotransmissores cerebrais (substâncias que fazem a comunicação entre os neurônios). No entanto, todos os tipos de depressão envolvem alterações na bioquímica cerebral, mesmo quando existem um trauma emocional identificável. De uma maneira geral, os pacientes com depressão respondem melhor ao tratamento com medicação anti-depressiva quando são tratados também com psicoterapia, especialmente a chamada terapia cognitivo-comportamental. A depressão maior caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas, que duram pelo menos duas semanas sem apresentarem melhora significativa. Para definir-se esse diagnóstico, devem ser encontrados sintomas de pelo menos cinco das seguintes categorias: 1)Humor persistentemente deprimido, triste, angustiado ou sentimento devazio; 2)Sentimentos de invalidez, desamparo ou culpa excessiva; 3)Perda de interesse e prazer pelas atividades normais; 4)Redução da energia e fadiga crônica; 5)Sentimentos pessimistas e falta de esperança quanto ao futuro; 6)Perda de memória, dificuldade para tomar decisões e se concentrar; 7)Irritabilidade, inquietação; 8)Perda de apetite e do interesse pela comida, ou aumento exagerado do apetite associado a ganho de peso; 9)Distúrbios do sono: insônia ou sono em excesso; 10)Pensamentos recorrentes de morte ou ideação suicida; 11) Comprometimento de funções importantes na vida da pessoa, como o trabalho ou os relacionamentos pessoais; 12)Os sintomas não devem ser causados por drogas, álcool ou outras substâncias; 13)Os sintomas não podem ser causados pela tristeza ou luto por um ente querido. Entre 80% e 90% dos pacientes com esse diagnóstico podem ser eficazmente tratados, e retornam à sua vida normal. Vários tratamentos estão disponíveis, e o tipo escolhido vai depender dos padrões individuais e da gravidade de cada caso. T.M.Olino e colaboradores, psicólogos da Universidade de New York at Stony Brook, estudaram a depressão major em três gerações. Observaram que avós e pais com a depressão major tem netos com depressão major. Mas houve casos em que os avós tiveram pais sem a depressão major, mas seus netos tinham depressão major. Os autores também separam duas categorias de depressão major, uma com comportamento de depressão, mas sem sintomas externos da depressão major.


Fonte: J Am Acad Child Adolesc Psychiatry. 2008 Jan;47(1):53-60

 

 

Veja mais em "Psicologia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's