Você está aqui: Home › Colunas › Ortopedia
Ortopedia
Estudos sobre Cartilagem uma novidade
Será realizada de 2 a 5 de maio em S.Paulo o Congresso da
International Cartilage Repair Society Além de destacados nomes do
cenário nacional, estarão presentes os professores internacionais.
A cartilagem reveste superfícies articulares onde absorve choques,
facilita os deslizamentos e é essencial para a formação e crescimento
dos ossos longos. É um tecido avascular, não possui vasos sanguíneos,
sendo nutrido através do líquido sinovial das cavidades articulares. A
cartilagem também é desprovida de vasos linfáticos e de nervos. A
cartilagem é sólida e firme, embora com alguma flexibilidade, e
propriedades elásticas.
Numa articulação normal, também conhecida por junta, é formado por dois
ossos que estão cobertos pela cartilagem, que permite o deslizamento
suave dos ossos e atua como uma almofada que absorve o impacto no
movimento. Na artrose, ocorre uma deterioração da cartilagem, que perde
a sua elasticidade. A artrose também é denominada de osteoartrose, pois
alem da cartilagem o osso também sofre alterações.
Em casos mais graves, fragmentos de cartilagem ou do osso soltam-se para
o interior da articulação, podendo bloquear os movimentos. Os tendões e
ligamentos que sustentam a articulação podem romper ou inflamar.
A artrose é a forma mais comum do reumatismo e afeta a maior parte da
população mundial depois dos 50 anos.A artrose atinge 20% da população
com 40 anos de idade e 100% quando tomamos como referência a população
com 80 anos.
A artrose não tem cura e não existem tratamentos que permitam barrar ou
reverter a artrose. No entanto, é possível diminuir a dor e a rigidez
das articulações, e também melhorar os movimentos. O tratamento é
individualizado para cada caso e depende da gravidade da situação, da
natureza dos sintomas, da idade e da atividade profissional numa primeira
etapa os analgésicos e os antiinflamatórios não hormonais ajudam a
aliviar a dor. Fisioterapia, bengalas, bandagens elásticas, exercícios
leves colaboram a combater a dor. Aplicar injeções dentro da articulação
também trazem algum alivio da dor, assim como a limpeza dos fragmentos
com a artroscopia.
Mas a grande frustração de reumatologistas e ortopedistas é que ação
direta para recuperar o tecido cartilaginoso é mínima.Na revista
cientifica Osteoarthritis Cartilagem na edição de Abril de 2008 traz
uma novidade.
N.DMiljkovic e colaboradores da Universidade Pittsburgh avaliam uma
nova forma de utilizar as células tronco para recuperar a cartilagem. O
uso das células tronco até agora foi frustrante, pois como elas são
capazes de evoluir em varias direções podem formar uma fibrocartilagem,
mais dura e inelástica que a cartilagem hialina das articulações, possa
mesmo evoluir para um tecido ósseo. Os autores alem das células tronco
associaram com uma proteína chamada de bone morphogenetic protein-4
(BMP-4) e conseguiram obter cartilagem adequada para corrigir a artrose
Fonte: Osteoarthritis Cartilage. 2008 Apr 10

 

 

Veja mais em "Ortopedia" [veja todos]

:: Apoio



:: Facebook

facebook

Desenvolvimento : Dexter's